segunda-feira, 6 de março de 2017

Resenha: Esquadrão Suicida


Eu estou perdidamente apaixonada!

Sério gente, que filme foi esse? Que Coringa foi esse? Estou amando, só pode ser!

Já faz um tempinho que vi o filme, mas com o serviço não conseguia vir falar algo, então como andei aproveitando esses dias para falar alguma coisa por aqui, já aproveitei o embalo.
 Gente, fazia um tempão que eu queria ver Esquadrão Suicida e nunca conseguia, pois nem youtube e nem canto nenhum tinha e cinema... Bem, nunca entrei em um, então já entendem do porque de demorar para citar algum filme que o mundo todo já viu.

Mas voltando!

Eu queria muito ter visto e finalmente consegui e adorei a Arlequina, o Pistoleiro e meu amado Coringa. Estou impressionada com o rumo do U.S Marshall (é isso o nome do cara de fogo?).

O cara começou como alguém que tinha desistido de usar seu poder de fogo e parecia que jamais iria usar o filme todo. Quando finalmente usa suas chamas, mostra que tem algo a ver com os bruxos. Bom, pelo que entendi, mais parecia algum tipo de Deus, pena que não deu para descobrir mais sobre ele.

E meu querido Will de Pistoleiro? Melhor impossível! Mesmo sendo um cara mal, ele não perde o humor e quando da uma forcinha para a Arlequina? Ganhou o coração de todos ali!

E por falar na dona Arlequina, ela foi incrível! Fiquei com vontade de fazer o cosplay dela mais que nunca rsrs... Sério, ver como ela conheceu o Coringa, como se tornou a Arlequina e sua loucura foi uma das melhores coisas do filme.

Não fui muito fã de Magia. Claro, foi bom o papel e tal, mas não conquistou meu coração. Crocodilo e o outro (esqueci o nome rsrs) foram outros que não fiquei fã.

Só fiquei triste que o Coringa apareceu sim, porém não como eu gostaria. Quer dizer, foram poucas suas aparições, o que me deixou bem triste. Porém, amei ver ele fazendo de tudo por Arlequina. Queria um homem assim para mim rsrs...

Ben Affleck como Batman? Não, sinto muito, mas não!

Agora o que me deixou confusa no filme foi uma coisinha só...

Bom, pelo que entendi no começo, os vilões estavam sendo recrutados para serem heróis de algo ruim que estava para acontecer depois da luta destruidora de Batman vs Superman, por isso que estavam até com o coração de Magia para poderem controlá-la e ter a ajuda dela caso precisasse.

Beleza até aí tudo bem, mas algo aconteceu que o tal desastre que iria acontecer, mudou para o desastre que Magia começou a causar depois que recebeu a ajuda do irmão para ter seu coração liberto.

Bom, pode ser só lerdeza minha mesmo, ou o sono que me consumiu na hora, pois fui assistir logo após chegar do serviço e fiquei segurando o sono, mas ficou bem confuso mesmo.

Quando der, irei assistir de novo para ver se finalmente entendo a bagaça toda (e tarar meu Coringa de novo).

Contudo, fora essa parte que boiei, eu estou perdidamente apaixonada pelo filme e pelo Coringa!

Sério, quem não viu - o que acho difícil - veja, pois é bom demais!

Bom, espero que tenham gostado da resenha.

Até a próxima!

Beijokas geladas,

Ja ne~~ o/

2 comentários:

  1. Gostei da resenha do filme. Não cheguei e a ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista qn puder, vai gostar ^^
      E que bom que gostou da resenha xD

      Excluir